Há dois meses eu escrevi uma matéria testando a luva Giro Bravo LF, que se mostrou extremamente confortável, mas muito frágil para o MTB.

Na época eu elogiei a luva com relação ao conforto e o fato dela não esquentar nada a mão. Porém, após utilizá-la por alguns meses, a luva foi se esfacelando.

Já na época do outro post, ela já tinha tido um pequeno rasgo abaixo do “dedão”, fiz uma costura e imaginei que ela se manteria daquela forma.

Algum tempo depois, um dos preenchimentos de gel que fica na região da palma da mão perfurou o revestimento e ficou exposta.

Nesse último final de semana, fomos fazer um pedal em Pirenópolis (veja detalhes aqui). Tirei a luva para tirar um foto da galera e quando fui vesti-la novamente a luva abriu um rasgo enorme. Durante o pedal ela abriu mais dois rasgos abaixo do dedão.

Eu posso ter dado muito azar, mas a luva se mostrou extremamente frágil.